Terms & Conditions

We have Recently updated our Terms and Conditions. Please read and accept the terms and conditions in order to access the site

Current Version: 1

Privacy Policy

We have Recently updated our Privacy Policy. Please read and accept the Privacy Policy in order to access the site

Current Version: 1

AgronegócioEconomia

Brasil quer ampliar comércio de fertilizantes com países árabes

Nesta terça-feira (24), o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, participou do encerramento do 2º Global Halal Brazil Business Forum 2023, em São Paulo. Com o objetivo de apresentar temáticas de relevância para o mercado Halal, o fórum teve início na última segunda-feira (23).

No evento, o ministro afirmou que o Brasil está pronto para incorporar mais 40 milhões de hectares em sua área de produção nos próximos 10 anos sem desmatamento e que pretende contar com parceiros árabes nessa missão.

Alguns desses países são importantes fornecedores de fertilizantes para o Brasil. Precisamos e queremos ampliar as nossas parcerias para garantir o suprimento deste insumo tão relevante à nossa produção. O setor produtivo nacional está preparado para dar continuidade à vocação do nosso país de ser um grande fornecedor global de alimentos seguros e de qualidade

afirmou.

Este salto de produtividade vai ocorrer com celeridade e sustentabilidade, segundo Fávaro. “Não faremos [essa incorporação de 40 milhões de hectares] sobre a floresta, mas sobre áreas de baixa produtividade em pastagens. A segunda grande novidade é que não precisaremos esperar mais 50 anos: podemos e devemos incorporá-las nos próximos 10 anos”, assegura.

O embaixador e presidente da Câmara de Comércio Árabe Brasileira (CCAB), Osmar Chohfi, ressaltou que o Fórum permitiu evidenciar a parceria entre o setor público e privado. “O Global Halal 2023 possibilitou o destaque da importância do trabalho em conjunto de empresas, entidades e órgãos governamentais, bem como a nossa parceria com a Apex Brasil”, disse.

Nesses dois dias de evento, seis painéis debateram temas relevantes sobre o mercado muçulmano: as práticas ESG alinhadas com os valores Halal; o valor agregado do produto halal para o consumidor; a tecnologia impulsionando os negócios internacionais halal; halal, logística e hubs estratégicos; e turismo e entretenimento: inovação e competitividade.

Secretária de Comunicação - Governo Federal

Conteúdo e matérias relacionadas ao Governo Federal e seus Ministérios

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
X