Terms & Conditions

We have Recently updated our Terms and Conditions. Please read and accept the terms and conditions in order to access the site

Current Version: 1

Privacy Policy

We have Recently updated our Privacy Policy. Please read and accept the Privacy Policy in order to access the site

Current Version: 1

Viadutos

Tarsila do Amaral é tema de atividade artística na Escola Municipal Viadutos

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Viadutos, realizou ontem (30), uma atividade didático-educativa tendo como inspiração a obra-prima Abaporu da pintora Tarsila do Amaral.

O exercício proposto ao 3º Ano I e II consistiu na reprodução da famosa tela modernista. Rita explica que para a reprodução da obra de arte foi utilizado bandejas de isopor como suporte, tinta guache e massinhas de modelar. A atividade buscou desafiar o processo de criação de cada estudante. “No momento da utilização das massinhas as crianças tiveram a atenção voltada para as cores predominantes na obra e as formas que os elementos da obra apresentavam. Estimulando a concentração, a percepção visual e também a coordenação motora fina. Foi uma atividade muito significativa e prazerosa!”, explicou Ritta Ortiz Nei Onetta, professora da disciplina de Artes.

Segundo Ritta, formada em Artes Visuais e Pós-Graduada em Arte-Educação (UNOPAR), o primeiro contato dos alunos com a pintura modernista foi de estranheza. “Percebe-se que as crianças tendem a apreciar obras que sejam realistas e ‘bem pintadas’”, comenta a professora. Mas ela manifesta a necessidade de diversificar as propostas estéticas em sala de aula. “Trabalhar com obras de arte diversas promove o conhecimento, estimula a criatividade, o repertório imagético, faz com que elas entendam que cada um tem seu estilo próprio de produzir arte”, frisa a educadora.

“Abaporu no primeiro momento causou estranheza e questionamentos. ‘Mas profe o que é isso???’ Aos poucos eles foram apreciando e entendendo a obra. Alguns ainda continuaram a considerar a obra estranha e feia, e isso não é errado, obras de arte estão para serem interpretadas e questionadas e não apenas para acharmos belas”, esclarece Ritta.

Falando um pouquinho sobre a obra…

Abaporu. Tarsila do Amaral, 1928. Óleo sobre tela. MALBA. (reprodução)

Intitulada Abaporu, a obra de arte da artista brasileira Tarsila do Amaral (1886-1973) foi pintada à óleo em 1928. A dimensão da tela é de 85 cm X 72 cm e encontra-se no Museu de Arte Latino-Americana em Buenos Aires (MALBA), na Argentina.

Segundo Ritta, é uma pintura do modernismo brasileiro e faz parte do movimento cultural conhecido como Antropofagia, que faz referência à influência da cultura estrangeira na arte brasileira. O movimento dos artistas brasileiros do início do século XX se propunha a criar uma arte tipicamente brasileira.

“As cores predominantes na obra remetem as cores da bandeira do Brasil, os pés e as mãos com proporções maiores fazem referência ao trabalho físico que era o ofício da maior parte da população brasileira naquele período. A cabeça pequena significa a falta de pensamento crítico, que se limita a trabalhar com a força, sendo então uma possível crítica a sociedade daquela época, o posicionamento da cabeça nos transmite certa tristeza e desânimo.  O cacto e o sol fazem referência à vegetação de regiões secas, como é o caso da nordestina, que possui tal vegetação e faz sol o ano todo. O sol também simboliza a dura rotina do trabalhador rural”, disserta Ritta sobre os apelos interpretativos da tela.

Galeria de Arte

Fotos: E.M.E.F. Viadutos

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo