Terms & Conditions

We have Recently updated our Terms and Conditions. Please read and accept the terms and conditions in order to access the site

Current Version: 1

Privacy Policy

We have Recently updated our Privacy Policy. Please read and accept the Privacy Policy in order to access the site

Current Version: 1

Cultura

Dia da Bailarina: expressão de sentimentos através da movimentação

“A perfeição não está só no controle. Também está em se deixar levar. Surpreender a si mesma e depois a plateia. Transcendência.”

Cisne Negro

Dia da Bailarina ou Dia do Bailarino é comemorado anualmente em 1º de setembro no Brasil. A data homenageia os dançarinos de Balé (ou Ballet), um estilo de dança que surgiu no século XV na Europa renascentista e que conheceria seu apogeu no século XIX.

Atualmente, no entanto, o balé assumiu inúmeras variações, sendo estas baseadas em dois principais estilos: o clássico e o contemporâneo.

A bailarina é uma dançarina conhecida por ser dotada da mistura das quatro principais características do ballet: a dança, a postura, a força e a graciosidade.

O Dia do Bailarino e da Bailarina é uma homenagem a todos que dedicam sua vida à Dança, em especial ao Ballet (clássico ou contemporâneo). O Roda de Cuia homenageia os profissionais dançarinos que com tanto afinco se dedicam a bela arte do Ballet.

O Roda de Cuia entrevistou Alessandra Berticelli, que nos relata o amor pelo Ballet.

“Comecei minha vida de bailarina ainda pequena, sempre me identifiquei com o Ballet. A vida de bailarina não é fácil, muita aula, técnicas, ensaios e o tão sonhado espetáculo”, nos conta Alessandra.

“Hoje, como professora de Ballet na Escola de Belas Artes, sinto orgulho, fé de plantar em cada uma das minhas alunas uma sementinha do gosto de dançar e contribuir para realizar o sonho de se tornarem bailarinas que dançam na ponta dos pés”, declara.

Para Alessandra, o reconhecimento não é fácil e nem sempre vem logo. Mas é gratificante! Dançar é para quem deseja ir além dos seus limites, para quem tem o melhor de si no coração, nas emoções. Para quem está disposto a se entregar no palco ou mesmo na aula, ao som da música e deixar o corpo expressar os sentimentos.

“Bailarino e bailarina é todo aquele que dança por prazer, por profissão ou por amor. Para nós que vivemos da dança o dia 1º de Setembro é muito importante para a valorização desta arte, como instrumento de desenvolvimento integral e como realização pessoal”, sintetiza Alessandra.

8220Como professora de Ballet na Escola de Belas Artes sinto orgulho fé de plantar em cada uma das minhas alunas uma sementinha do gosto de dançar e contribuir para realizar o sonho de se tornarem bailarinas que dançam na ponta dos pés8221 Alessandra Berticelli
A dança é a mãe de todas as linguagens! Parabéns, bailarinas!
8220O artista deve ter em mente que faz parte da vida de seu país e que a ele cabe dar exemplos que motivem e orientem as novas vocações8221
Ana Botafogo
8220É uma arte fundamental tal como é sugerido se não comprovado pela sua universali­dade sua antiguidade imemorial por seus usos solenes pelas ideias e pensamentos que ela sempre gerou É que a dança é uma arte derivada da própria vida uma vez que não é apenas ação do corpo humano enquanto um conjunto mas ação transposta em um mundo em uma espécie de espaço tempo que já não é bem o mesmo que o da vida prática8221
Paul Valéry poeta francês Filosofia da Dança 1936

Fotos: Arquivo pessoal Alessandra Berticelli

Mostrar mais

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo