Terms & Conditions

We have Recently updated our Terms and Conditions. Please read and accept the terms and conditions in order to access the site

Current Version: 1

Privacy Policy

We have Recently updated our Privacy Policy. Please read and accept the Privacy Policy in order to access the site

Current Version: 1

Geral

Dia do Médico-Veterinário: pela saúde animal e também pela saúde humana

O Dia do Médico-Veterinário ou Dia do Veterinário(a) é comemorado anualmente em 9 de setembro, porque foi exatamente nessa data, no ano de 1933, que foi assinado o decreto que regularizou a profissão e o ensino da medicina veterinária no país.

Desde 1917, data de formatura da primeira turma de Veterinária, até 1932, não havia nenhuma regulamentação sobre o exercício da Medicina Veterinária.

Somente a partir de “09 DE SETEMBRO DE 1933”, através do Decreto nº 23.133, do então presidente da República, Getúlio Vargas, é que as condições e os campos de atuação do Médico-Veterinário foram normatizadas, conferindo-se privatividade para a organização, a direção e a execução do ensino Veterinário, para os serviços referentes à Defesa Sanitária Animal, Inspeção dos estabelecimentos industriais de produtos de origem animal, hospitais e policlínicas veterinárias, para organizações de congressos e representação oficial e peritagem em questões judiciais que envolvessem apreciação sobre os estados dos animais, dentre outras.

Para o exercício profissional tornou-se obrigatório o registro do diploma, que passou, a partir de 1940, a ser feito na Superintendência do Ensino Agrícola e Veterinário do Ministério da Agricultura, órgão igualmente responsável pela fiscalização do exercício profissional.

Em 23 de outubro de 1968, entra em vigor a Lei 5.517, que dispõe sobre o exercício da profissão do Médico-Veterinário e cria os Conselhos Federal e Regionais de Medicina Veterinária, transferindo para a própria classe a função fiscalizadora do exercício profissional, vez que o Governo sempre se mostrou inoperante nessa atividade.

Dos Conselhos Regionais, através da Resolução nº 05/69, foram criados os do RS, SC, PR, SP, RJ, MG, GO, MT, BA, PE, PB, CE e PA/AP. A primeira Diretoria empossada, foi a do CRMV-RS, em 1º de setembro 1969, e a última foi do CRMV-TO, criado através da Resolução nº 551/89.

Por isso, a data celebra a ação dos profissionais responsáveis por cuidar da saúde dos animais, tanto bichinhos de estimação, como gatos e cães, animais selvagens, como leões e onças, ou animais de corte, como bovinos, suínos e ovinos, por exemplo.  

Os veterinários também ajudam a diminuir a propagação de doenças transmitidas por animais para os seres humanos e outros animais. Em outras palavras, o profissional veterinário auxilia na preservação da saúde em geral.

Hoje é dia de homenagear os “heróis” que socorrem nossos bichinhos de estimação quando eles mais precisam! Com carinho, dedicação e empenho, os veterinários(as) são essenciais para garantir a saúde animal e a saúde dos humanos também.

Atuação profissional ampla

(Foto: PetHomeNit)

Além de cuidar da saúde dos animais, o profissional veterinário inspeciona produtos de origem animal para garantir que o alimento chegue à mesa do consumidor com segurança sanitária. Não raro, também está à frente de protocolos de limpeza em policlínicas e até na busca por novas vacinas para bichos e pessoas! 

O curso de graduação tem uma carga horária extensa, voltada principalmente para o estudo de temas relacionados à saúde. O profissional deixa a universidade com várias possibilidades de atuação.

Com o tempo, o trabalho do veterinário na sociedade foi sendo ainda mais requisitado. Além do aumento do número de animais de estimação, como cães e gatos, que aumentou a procura do “médico de bichos”, a parte sanitária também passou a ser mais relevante.

Isso vale tanto para o controle de doenças transmitidas por meio de alimentos de origem animal quanto no dia a dia, como, por exemplo, no manejo de alimentos em restaurantes ou até no armazenamento feito em um supermercado. 

A ciência foi se desenvolvendo, e os estudos científicos descobrindo meios de evitar contaminações e melhorar a vida dos humanos. Por consequência, o profissional veterinário passou a ser mais requisitado e sua atuação muito importante para a sociedade atual.

Médicos com V de Vida

CFMV

Sabe desde quando os médico-veterinários cuidam da saúde das pessoas e do meio ambiente? Desde sempre.

Essa é a tônica da campanha do Sistema Conselhos Federal e Regionais de Medicina veterinária (CFMV/CRMVs) de 2021 para comemorar o Dia do Médico-Veterinário.  Com o slogan “Veterinários. Médicos com V de Vida”, as peças de comunicação criam conexões entre as saúdes animal, humana e ambiental.

Para mostrar esse valor à população e reconhecer o desempenho dos profissionais, a campanha de 2021 aborda a diversidade de campos de trabalho do médico-veterinário para além da clínica e da produção animal.

Ao exercer a Medicina, o veterinário atua no ensino, na pesquisa, na preservação da fauna silvestre, na perícia, nos laboratórios e em tantas outras áreas destacadas de atuação.

Para celebrar tamanha aptidão e compromisso do médico-veterinário com a proteção à vida, a campanha traz o V maiúsculo do Veterinário para exaltar a Vocação natural do profissional ao cuidar dos animais, das pessoas e do meio ambiente.

Marca o V de Vital quando os médicos-veterinários trabalham na prevenção de doenças transmissíveis de animais para pessoas. Destaca o V de Vacina sempre que um médico-veterinário trabalha na produção de imunizantes. Reconhece o grande V de Valor quando o profissional garante a inocuidade dos produtos de origem animal consumidos pela população.

Símbolo da Medicina Veterinária

Criado por concurso pelo CFMV e publicado pela Resolução nº 609, de 15 de junho de 1994, o símbolo da Medicina Veterinária traz os seguintes elementos:

Bastão: representa a autoridade do profissional e seu apoio aos pacientes. De acordo com a mitologia, o bastão era feito de um galho de árvore, motivo pelo qual ele também representa a força da natureza e a capacidade curativa das plantas.

Serpente: representa a prudência, a vigilância, a sabedoria, a vitalidade, o poder de regenerescência e preservação da saúde.

Verde: a cor significa a vida vegetal, a juventude e a saúde. O branco, sendo a união de todas as outras cores, significa integração, luta pela vida e paz.

***

Fonte: com informações do CFMV, CRMV-RS e CRMV-SP

Diário Oficial da União – Seção 1 – 18/9/1933, Página 18176 (Publicação Original)

https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1930-1939/decreto-23133-9-setembro-1933-515793-publicacaooriginal-1-pe.html

Diário Oficial da União – Seção 1 – 25/10/1968, Página 9401 (Publicação Original)

https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1960-1969/lei-5517-23-outubro-1968-375057-publicacaooriginal-1-pl.html

Mostrar mais

R. Santos

Redator.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo