Terms & Conditions

We have Recently updated our Terms and Conditions. Please read and accept the terms and conditions in order to access the site

Current Version: 1

Privacy Policy

We have Recently updated our Privacy Policy. Please read and accept the Privacy Policy in order to access the site

Current Version: 1

Saúde

Secretaria da Saúde propõe zerar filas em oncologia em seis meses em todo o Estado

A equipe do Departamento de Regulação Estadual (DRE), da Secretaria da Saúde (SES), e a secretária da Saúde, Arita Bergmann, se reuniram, nesta terça-feira (31/8), com gestores hospitalares, entidades representativas do setor e Ministério Público do Rio Grande do Sul para recuperar as filas de espera para primeiras consultas na especialidade de oncologia em todo o Estado, que foram prejudicadas durante a pandemia da covid-19. “Precisamos dar o atendimento a todos os pacientes com suspeita de câncer, essa é uma situação de extrema angústia para a pessoa. Temos outras especialidades para recuperar, mas a oncologia é a demanda mais dramática e urgente”, explicou o diretor do DRE, Eduardo Elsade.

O objetivo é zerar filas de espera por primeira consulta em oncologia em até seis meses em todas as regiões do Rio Grande do Sul, não apenas na capital, mas por todos os prestadores de serviços da área pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

De março de 2020 a junho de 2021, os hospitais de Porto Alegre disponibilizaram 3.667 consultas a menos do que deveriam ter sido ofertadas. No interior, esse número foi de 3.457. As subespecialidades de oncologia com maior diminuição de oferta nos últimos meses em Porto Alegre foram ginecologia, neurocirurgia, oncopediatria, urologia, entre outras.

A promotora de Justiça do Ministério Público do Rio Grande do Sul, Gisele Monteiro, falou que “mesmo antes da pandemia já havia de lista de espera, mas se agravou”, esclareceu. Para ela, o Ministério Público é completamente parceiro dessa demanda: “O tempo corre ainda mais rápido para esses pacientes”, declarou.

Ações da Secretaria da Saúde

A SES, a fim de facilitar o acesso dos usuários do SUS aos serviços, realizou uma série de ações com os prestadores de serviços hospitalares durante todo o período da pandemia.

Entre essas ações, de acordo com a diretora adjunta do DRE, Laura Sarti, estão “a manutenção das consultas e monitoramento mensal dos agendamentos e otimização das agendas. Também estamos trabalhando na ampliação para o interior do Estado do sistema Gercon – um sistema unificado de gerenciamento de consultas. Além disso, orientamos aos municípios para que não deixassem de medir esforços na tentativa de garantir a logística necessária para o acesso aos serviços de saúde desses pacientes”.

Fonte: SES RS

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo