Terms & Conditions

We have Recently updated our Terms and Conditions. Please read and accept the terms and conditions in order to access the site

Current Version: 1

Privacy Policy

We have Recently updated our Privacy Policy. Please read and accept the Privacy Policy in order to access the site

Current Version: 1

Tecnologia

Cientistas chineses desenvolvem radar quântico capaz de detectar aviões furtivos

Um novo radar quântico desenvolvido por uma equipe de cientistas chineses poderá detectar aviões furtivos criando uma “pequena tormenta eletromagnética”. Os pesquisadores já testaram um protótipo do radar em escala reduzida.

A maioria dos aviões não pode enganar os radares, dado que refletem as ondas eletromagnéticas. No entanto, um avião furtivo pode fazer as ondas de radar se anularem umas às outras, usando um design especial, ao mesmo tempo absorvendo grande parte do sinal com material de revestimento.

O invento chinês, desenvolvido pelos cientistas da Universidade Tsinghua, terá o design em forma de canhão, incomum para os radares tradicionais, que lhe permitirá acelerar elétrons a uma velocidade semelhante à da luz, segundo South China Morning Post.

Após ativação do radar, os elétrons passam por um tubo com um campo magnético extremamente forte, gerando um vórtice de micro-ondas que avançam como um tornado horizontal.

Os pesquisadores comprovaram que o impulso espiral que afetava as partículas não se reduzia com o tempo ou distância, o que é explicado pela lei da física quântica, apesar de ser fisicamente impossível conforme Albert Einstein.

O novo radar, que operará no espectro de micro-ondas, em vez de usar um raio laser que enfraquece com a distância, poderia detectar objetos que são invisíveis para os radares tradicionais a uma longa distância ou em condições meteorológicas desfavoráveis.

As partículas com propriedades quânticas em micro-ondas normais devem ser criadas por meio de um acelerador de elétrons supercondutor de alta tensão.

Os pesquisadores já testaram um protótipo em escala reduzida, enquanto continuam procurando parceiros industriais para construir um radar em tamanho real.

Fonte: Sputnik News

Mostrar mais

Cassio Felipe Tartas Rogalski

Sou formado em Letras e Jornalismo com especialização em Relações Internacionais e Diplomacia. Professor, jornalista, autor, colunista e analista de Relações Internacionais. Sou apaixonado por línguas, filosofia, escrita, livros em geral, música, viagens e café.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo