Terms & Conditions

We have Recently updated our Terms and Conditions. Please read and accept the terms and conditions in order to access the site

Current Version: 1

Privacy Policy

We have Recently updated our Privacy Policy. Please read and accept the Privacy Policy in order to access the site

Current Version: 1

ErechimTecnologia

Erechim abre possibilidade para ter um parque tecnológico

Aconteceu ontem (01), às 17h30, na Incubadora Tecnológica de Erechim, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, um momento de transformação focado em inovação promovido pela Unisinos com o tema Governança Colaborativa em Gestão da Inovação. Na ocasião, a atuação do Centro Tecnológico da Unisinos, os seus benefícios para a sociedade e empresas regionais foi explanado aos presentes, bem como, o processo de captação de novos talentos. Diversos empresários da região, representantes de instituições de ensino, secretários municipais, representantes de sindicados e cooperativas estiveram presentes no evento.

O encontro teve como objetivo a implantação de um centro de tecnologia na cidade de Erechim, para que seja sanado o maior déficit que é a falta de talentos que podem evitar que as empresas “morram”, muitas vezes, por escolha de empreendedorismo por necessidade e não por oportunidade.

Hoje o grande segredo do sucesso de um parque de tecnologia depende muito da boa relação com a academia e as empresas privadas, academia e poder público juntamente com a prefeitura municipal, pois sem investimentos nada se faz. Vale destacar que o maior foco dos centros tecnológicos é para instituições de ensino consideradas colaborativas, mas sem deixar de lado instituições públicas (universidade e institutos federais) para futuras parcerias.

Na ocasião, o Diretor de Tecnologia da Unisinos, Silvio Bitencourt da Silva, explicou que o segredo da governança é uma tríplice hélice, pois envolve o poder público, a instituição de ensino (academias) e as empresas privadas. Hoje, elas atuam em 5 áreas: tecnologia da informação, automação em semicondutores, tecnologia para a saúde, tecnologia socioambiental comum e convergência digital. Silvio também salientou que o maior déficit atual é a falta de jovens, tanto homens como mulheres, que se interessarem por esta área.

O Parque Tecnológico da Unisinos

Ele se localiza na cidade de São Leopoldo/RS, por isso leva o nome de Parque Tecnológico de São Leopoldo – Tecnosinos. Foi fundado há mais de 20 anos e tem como objetivo fomentar novas economias da área da tecnologia orientadas pelo empreendedorismo inovador e auxiliar no desenvolvimento sustentável da região. Hoje, o parque gera mais de 6 mil empregos diretos, possui 110 empresas no ecossistema e transforma cada R$1,00 público em R$46,00 privados para investimento.

O Portal Roda de Cuia entrevistou o Diretor de Tecnologia da Unisinos e Gestor Executivo do parque, Silvio de Bitencourt da Silva. Confira abaixo.

Silvio de Bitencourt da Silva. Créditos: Portal Roda de Cuia

Roda de Cuia: Quais são as vantagens da governança colaborativa?

Sílvio: A governança colaborativa permite que, por meio da cooperação, todos os atores que integrarem esse movimento tenham ganhos que individualmente não alcançariam. É o que nós chamamos de ganhos a partir das sinergias. Então, a qualquer momento, um esforço individual poderá alcançar bons resultados sejam eles econômicos ou sociais, mas no momento que nós alinhamos forças, a exemplo de um parque tecnológico, à uma governança que envolva poder público, às empresas e à academia, ganhos excepcionais são possíveis.

Roda de Cuia: Como a governança pode ser aplicada em uma startup?

Sílvio: Em uma startup, nós podemos falar de outro tipo de governança, especificamente, uma governança que envolva colaboradores, parceiros no desenvolvimento de tecnologia e investidores. Então, se uma startup consegue a partir do seu empreendedor e do seu time fundador, integrar bem um time vencedor de colaboradores com bons investidores e parceiros de desenvolvimento de inovação aberta, aí se cria uma governança de sucesso.

Roda de Cuia: Como podemos aplicar o modelo de governança apresentado na região de Erechim para se ter sucesso?

Silvio: Eu tive oportunidade de falar ao longo da minha apresentação que se nós tivermos uma missão ou um objetivo comum compartilhado, o engajamento pode ser alcançado. Então não há dúvidas de que, a partir dos esforços da universidade local, da prefeitura e das empresas – aqui representadas pelos sindicatos, associação empresarial – se todos esses conseguirem se congregar em torno de uma missão, um objetivo especifico pró-desenvolvimento de Erechim, todos terão ganhos significativos e desenvolvimento.

Inovação é o motor para o desenvolvimento econômico e social e esse desenvolvimento só será alcançado se trabalharmos em regime de colaboração e de cooperação.

Silvio Bitencourt da Silva

Multimídia

Créditos das imagens ou vídeos devem ser dados ao Portal Roda de Cuia

Mostrar mais

Nelsir Luterek

Empresário, colunista, especialista em TI, mentor, CTO e consultor estratégico em inovação.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo